Conselho Municipal de Educação defende suspensão do reordenamento da rede escolar

O Conselho Municipal de Educação de Azambuja considera que o processo de reordenamento da rede escolar, previsto pela Direcção Regional de Lisboa e Vale do Tejo para o Concelho, nomeadamente, no que diz respeito à fusão entre a Escola Secundária de Azambuja e o actual Agrupamento de Escolas de Azambuja, no próximo ano lectivo, deve ser suspenso.

A posição foi tomada na reunião realizada no dia 7 de Julho e será apresentada à Direcção Regional de Educação de Lisboa e Vale do Tejo.

“Do ponto de vista técnico, a fusão, no momento actual, não traz benefícios para qualquer elemento da comunidade educativa, em particular os alunos, o que foi reconhecido, também, pelos corpos docentes dos estabelecimentos envolvidos”, refere a autarquia no site oficial.

Por outro lado a Resolução do Conselho de Ministros nº 44/2010 prevê que este processo se efectue de forma faseada havendo a possibilidade de diferir o mesmo para o ano lectivo 2011/2012.