Até porque são duas escolas/agrupamentos com bons resultados e boas práticas que eu conheço por ter, no conjunto, passado por lá mais de metade da minha vida profissional, treze anos no total e doze dos últimos quinze.

Os respectivos directores não entraram nos arranjinhos das quatro listas (com 32 elementos no conjunto) candidatas a Conselheiros de Escolas pelo distrito de Setúbal para o próximo triénio.

E como é interessante descobrir afinidades insuspeitas ou encostanços instrumentais, em tempos de mega-mega.

Anote-se que o actual presidente do CE não se apresenta de novo a votos.

Quem quiser os alegres candidatos de todo o país, faxavor