Quarta-feira, 16 de Junho, 2010


Beach House, Lover of Mine

European debt crisis
Are EU governments and the IMF doing enough to reassure global markets?

O que se segue é a reescrita, eliminando os elementos identificativos concretos de pessoas e lugares, de um mail recebido hoje:

Boa tarde,

Tomei hoje conhecimento que, numa célebre reunião do DRE com diversos directores, o meu se recusou a agrupar.
Esta informação foi-me transmitida  de viva voz na sequência da minha interpelação que teve como motivo o facto de termos recebido ontem nos nossos mails a proposta do novo Projecto Educativo  para análise.

Quando li na diagonal o documento, constatei copy-paste do anterior PE, do RI (competências dos coordenadores de departamento e outros, pasme-se!) e do plano de acção 2006. Quase nada de novo. É um PE “à pressa” e eu percebo porquê lendo a Resolução do Governo  Como gosto de trabalhar seriamente mas não gosto de trabalhar “para aquecer”  questionei o órgão de gestão dizendo-lhe exactamente isto e perguntando se valeria a pena analisar e apresentar sugestões de melhoria a um PE por uns meses quiçá no máximo 1 ano.
Foi-me então transmitida a informação supra.

Sem querer entrar pelos meandros da sua recusa (quando lhe disse que era melhor pensar e consultar as bases ouvi um “não falas mais disso” pelo que saí ) gostaria de saber a sua opinião sobre a posição.

Será que os professores, principalmente os do 3º ciclo podem ser afectados por esta recusa?

Explico a minha ideia. Se não nos agruparmos, a ES vai agrupar com outro AE (poderá não o fazer?). Se isso acontecer, as eventuais actuais vagas para o 3º ciclo e secundário na ES são ocupadas pelos professores dos outros AE.

Se não vai haver concurso para o ano, o que irá acontecer aos professores do meu Agrupamento quando o nº de alunos diminuir?
Vão ficar horários zero certamente.
Será que a recusa nos beneficia ou prejudica?

M.

Não tendo o canal, vou tentar seguir online. Logo a seguir às 10 horas uma peça sobre o maior insucesso escolar dos rapazes, com explicações mais do que datadas. Como se o diferencial positivo das raparigas fosse uma novidade fresquinha e não um fenómeno com muitos anos e mesmo décadas.

A seguir um apanhado da discussão hoje na Comissão de Educação sobre o reordenamento escolar.

The Evidence on Class Size

Class Size Research Project

The Classe Size Debate

O dilema, Reb, é… apagar ou não apagar a vela?

Página seguinte »