Inquérito a Escola de Fitares conclui que “não há factos que justifiquem procedimentos disciplinares” mas faz recomendações

O inquérito à Escola Básica de Fitares, para determinar eventual relação entre suicídio de um professor e maus tratos alegadamente causados por alunos, concluiu que “não há factos que justifiquem procedimentos disciplinares”, mas faz recomendações ao estabelecimento de ensino.