Lá fui eu cheio de boas intenções hoje de manhã para o meu PCA. Contei-lhes a história da multa dos 1000 euros e tentei que se debatesse a questão do racismo, dos comportamentos que eles consideram racistas ou discriminatórios (esta parte tive de explicar assim com palavras menos complicadas…). Não pareceram muito comovidos. Debate algo entediado. Poupo-vos a transcrição das declarações feitas.

Pedi que fizessem uns pequenos textos sobre o assunto.  Antes disso ninguém voltava à banda desenhada que andamos a fazer a muito custo.

É assim: não me mandaram guardar a minha proposta de actividade em nenhum sítio esconso da minha anatomia, mas revelaram um evidente desinteresse pela coisa. Meia dúzia de linhas com afirmações muito óbvias e pouco mais. E já está, que queremos mesmo é voltar à bd.

Mais importante foi a questão Setôr hoje vai ver o jogo com Cabo Verde?

Sim, que devo ver uma parte, pelo menos, já que parece que dá em canal generalista.

Ok. Não reprovei no pouco evidente teste do racismo, já que alguns são de origem caboverdiana, mesmo dizendo eu que abaixo de 10-0 será pouco.

Quanto à banda desenhada que recomeçaram a fazer, deixo o primeiro quadradinho do grupo masculino maioritariamente caucasiano, como se nota pela imagem.

Não estou a relativizar nada. Nem a clarificar ou a obscurecer seja o que for. Muito pelo contrário. Apenas a relatar a vida tal como ela é.