Quarta-feira, 19 de Maio, 2010


The Big Pink, Velvet

Há muita gente pronta a avançar destemidamente, desde que atrás de alguém.

Uma das frases que mais vezes me é dita é que «a vida é curta para nos chatearmos com essas coisas». A minha resposta é quase sempre que «a vida é curta para que me chateiem com essas coisas».

When Punishing Teens Is Cruel and Unusual

The US Supreme Court today barred a practice that is already considered unconscionable in the rest of the world. In a 6-3 decision, the Court ruled that sentencing juveniles to life without the possibility of parole for any crime short of murder violates the Constitution’s 8th Amendment ban on cruel and unusual punishment.

In Graham v. Florida, the Supreme Court ordered a parole hearing for Terence Graham, who was sentenced to LWOP for crimes committed when he was 17. Graham was convicted of taking part in an armed robbery and home invasion in which no one was killed. The Court also struck down laws in 37 states that allow sentences of LWOP terms for non-homicides by juveniles. Currently, 129 inmates nationwide are serving such terms; 77 of them are in Florida.

(Continua…)

How to Save the News

Plummeting newspaper circulation, disappearing classified ads, “unbundling” of content—the list of what’s killing journalism is long. But high on that list, many would say, is Google, the biggest unbundler of them all. Now, having helped break the news business, the company wants to fix it—for commercial as well as civic reasons: if news organizations stop producing great journalism, says one Google executive, the search engine will no longer have interesting content to link to. So some of the smartest minds at the company are thinking about this, and working with publishers, and peering ahead to see what the future of journalism looks like. Guess what? It’s bright.

(Continua…)

Não devo poder ir, mas certamente irei comprar e ler, pois é um tema por cujas fronteiras andei há já muito tempo e até partilhei alguns desses (poucos) elementos com a autora.

É já amanhã, quinta-feira, dia 20 de Maio, o lançamento do meu livro Homossexuais no Estado Novo, às 18h30, no El Corte Inglés, em Lisboa. A Edição é Sextante/Porto Editora.

O livro  é apresentado por Teresa Pizarro Beleza (jurista, directora da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa), que faz o prefácio, e por António Fernando Cascais (professor da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa e um dos mais antigos activista dos direitos LGBT).

Em Coimbra, o lançamento é a 8 de Junho, às 18h30, na Livraria Almedina (Estádio) com a Graça Abranches (investigadora) e Paulo Jorge Vieira (activista de direitos LGBT).

No Porto, a apresentação será a 16 de Junho, às 18h30  no Clube Literário do Porto e será feita pela Ana Luísa Amaral (poetisa e professora de estudos feministas na Faculdade de Letras da Universidade do Porto) e por Raquel Freire (cineasta, feminista radical e activista de direitos LGBT).

Ou vai pedir desculpa por ter dito o contrário há poucos dias?

“O País está perante um problema que só se resolve com eleições”

Passos Coelho deixou hoje claro que os portugueses terão de ser confrontados com eleições antecipadas.

Isto depois de ter dito no último congresso do PSD que o “novo ciclo eleitoral inicia-se com as próximas presidenciais”.

Num almoço promovido pelo Fórum para a Competitividade Passos Coelho disse que o “país está perante um problema que só se resolve com eleições”, embora neste momento de crise financeira e económica “Portugal não esteja em condições de [as] enfrentar”.

Portugal melhorou no desempenho económico, enquanto o factor com pior performance é a eficiência governamental…

Portugal cai três posições no ranking da competitividade

(…)

Em termos da competitividade entre os países europeus, Portugal é o 16.º Estado-membro da União Europeia a 27 a figurar na lista do IMD e o 10.º na lista dos países da Zona Euro, encontrando-se apenas à frente de países como a Grécia, Itália, Eslováquia e Eslovénia.

De acordo com as informações avançadas pelo instituto suíço, Portugal perdeu pontos em quase todos os factores de competitividade analisados, à excepção do desempenho económico, onde subiu quatro posições, para o 38.º posto. Já no que diz respeito à eficiência do Governo, verificou-se uma queda de 15 posições, da 29.ª para o 44.ª posição, enquanto na eficiência empresarial a quebra foi menos acentuada, tendo o nosso País caído apenas sete lugares, para a 50.ª posição. Por fim, no que diz respeito às infra-estruturas, Portugal perdeu cinco lugares, ocupando actualmente a 29.º posição.

Não é uma nem duas escolas. São várias aquelas de que recebo indicações de andar a ser leiloado aquele meio bloco de 45 minutos (ena!) que pode ser atribuído pelos órgãos de gestão a determinado grupo disciplinar, no âmbito da infinitesinal autonomia curricular de que dispõem.

Há sítios onde se pede que sejam apresentados projectos, outras em que se pede uma fundamentação e outras em que é quase uma espécie de atribuição rotativa que funciona.

Só que neste momento, na ausência de se conhecerem os elementos essenciais dos reajustamentos curriculares para os 2º 3º CEB, esta á uma iniciativa perfeitamente exemporânea e que só ajuda a acentuar clivagens internas entre grupos e/ou departamentos e a adensar a carga de trabalho no último mês de actividades lectivas.

Não seria mais correcto esperar para ver?

É verdade que este ME se caracteriza, como contraponto radical ao anterior, por uma assinalável ausência de acção, preferindo atirar umas ideias para o ar a ver se pegam.

Só que no próximo mês há muita coisa que precisa mesmo de ficar definida se é que o próximo ano lectivo é para arrancar em condições antes do Natal.

A menos que acabem com as férias, desculpem, com a interrupção lectiva do Verão.

Parece que o disparate não foi até ao fim, mas nem sei quem terá tido um restinho de bom-senso.

Sócrates garante que sobretaxa de IRS só será cobrada a partir de Junho

Embora uma garantia destas, vinda de quem vem, valha tanto como aquela do Valter Lemos sobre a descida do desemprego (não disse foi quando)…

Eu acho que por este caminho o Boaventura Sousa Santos e o José Pacheco ainda os deserdam…

Escolas adotam medidas polêmicas para conter violência entre alunos

Câmeras instaladas nas escolas de Manaus vigiam estudantes.
Jovem que bateu em colega na aula vai capinar o pátio, em Campo Grande.

Correio da Manhã

Belmiro: «Quando o povo tem fome tem o direito de roubar»

As melhores frases de Sócrates. Comente!

Veja aqui as frases mais marcantes da entrevista do primeiro-ministro à RTP.

Sobre as medidas duras que teve de tomar:
«Preferia governar noutro momento da história, mas os portugueses escolheram-me para governar agora»

«Não estou preocupado com a minha imagem nem como o meu futuro político»

«O mundo mudou em três semanas e eu tenho a obrigação de governar atento às mudanças na realidade»

Sobre o aumento de impostos:
«Não peço desculpa por cumprir o meu dever»

«Nunca pensei em aumentar impostos. Fiz tudo para não os aumentar»

E tem mais pérolas do engenheiro domingueiro.