Sábado, 30 de Janeiro, 2010


Robert Plant & Alison Krauss, Gone, Gone, Gone

At first one shouldn’t talk too much for talk reveals character and unless one is simple and artless anda appealingly boyish, it’s best not to talk at all, to remain silent and smiling, enigmatic, waiting for the proper momento to assume the character of the other’s dream.

Gore Vidal, “Three Stratagems” in Clouds and Eclipses, p. 8.

Só mesmo num acinzentar de tarde para dar atenção ao complemento da referência anterior em que se afirma:

The Ten Best Ways for a Woman to Impress a Man

Neste caso os conselhos ainda são piores do que os anteriores porque, enfim, parecem feitos por uma mulher, o que não é, acreditem, a melhor maneira de entrar na curta psique masculina.

E o que dizer quando se escreve (nº 8 ) que os homens buscam «One with a Non-Pretentious Smile but with Fire in her Eyes», mas depois incluem uma foto como esta…

Antes o sorriso, antes o sorriso…

Como resistir a um artigo que anuncia:

The Ten Best Ways for a Man to Impress a Woman

E tem uma frase como esta:

There is no girl alive who doesn’t want a priapic response to a new dress.

Bom… é possível resistir quando se percebe que os conselhos de tipo romântico são globalmente maus pois, o que é praticamente sinónimo, são ingleses.

Por uma Miss Snuffleupagus, que assim se apresenta:

I teach in a state school in inner-city London. I’m black. I want to change the world – one kid – one school – one policy at a time. I blog because I need to stay sane. But my blogs won’t necessarily stay up for long… so be quick! And while I have been blogging for over two years, I am not sure how much longer I will last… My views are a little controversial. What I say makes sense. It’s just that we don’t like to make sense anymore. My goal in life is to find perspective again.

Girls beat the boys under ‘nappy curriculum’ Early Years results

Girls are outperforming boys under the Early Years Foundation Stage curriculum, with figures out today showing the marked impact of gender, race and wealth on young children’s development.

New national data from assessments of more than a million children in England showed divisions in performance under what has been dubbed a “nappy curriculum” depending on the child’s background.

Seria penoso demais alinhavar citações do António Barreto anti-caciques locais e desacreditador da transparência do poder local. Mas é nisto que dá a postura de senador algo diletante e planador por sobre a realidade, vista assim de longe-longinho, como que se de uma miragem se tratasse:

António Barreto defende entrega do ensino básico e secundário ao poder local

O sociólogo António Barreto defendeu hoje que o ensino básico e secundário deviam ser entregues à responsabilidade das autarquias.

Porque estas pessoas quando falam do centralismo e tal, parece que se esquecem que vivem em Portugal, um país mais pequeno que a generalidade dos estados americanos e com uma população pouco superior à da cidade de Nova York.

Já se falarmos em descentralizar competências directamente para as escolas, em especial com órgãos de gestão eleitos de forma democrática, começa a arrepiar-se-lhes a sensibilidade.

Página seguinte »