Sexta-feira, 29 de Janeiro, 2010


Saiba o que vai mudar na vida dos funcionários públicos

(…)

8 – O que acontece às carreiras especiais?
O Governo compromete-se a rever até ao final deste ano as carreiras especiais em falta. Aqui se incluem as carreiras tributárias, de informática, oficiais de justiça ou diplomatas. Também os médicos e enfermeiros não concluíram a revisão no que respeita a aspectos de cariz remuneratório. Por outro lado, também introduz uma norma que trava tentativas de revalorização salarial quando estas carreiras forem revistas.

Hoje, fora do meu horário lectivo, tentei aceder ao painel de controlo do Umbigo para postar qualquer coisita no final do período de almoço, para o que tentei entrar no site do WordPress.com a partir de um computador instalado na minha escola e dependente da rede do ME e não da conta geral da Telepac.

Qual não foi o meu espanto quando fui redireccionado, recebendo a seguinte mensagem:

“Esta página existe por omissão em resposta a endereços inexistentes (“Not Found”) na plataforma de serviços central da Rede Escolar (Edu.PT).”

Seguindo-se um número de contacto para resolução de problemas.

Testei em seguida várias outras hipóteses e percebi que o WordPress estava bloqueado, mas o Blogger não, assim como outros serviços que alojam blogues. Algo que na semana passada não acontecia quando no mesmo horário tinha feito o mesmo.

O Facebook está bloqueado, mas outros sites bem menos inocentes não estão.

Internamente disseram-me que este tipo de restrições é exterior aos meios da escola.

Não vou entrar em teorias da conspiração, de pura incompetência técnica ou de censuras selectivas.

Apenas fiquei a saber que aquela rede de blogues dos grupos disciplinares de que se falou numa reunião recente de delegados terá de precisar – ao que parece – de salvo-conduto de alguém para poder alojar-se no WordPress.

Estranho

Espero que tenha sido passageiro.

Espero mesmo.

Blur, Parklife

Know what I mean
I get up when I want except on Wednesdays when I get rudely awakened by the dustmen
(Parklife)
I put my trousers on, have a cup of tea and I think about leaving the house (parklife)
I feed the pigeons I sometimes feed the sparrows too it gives me a sense of enormous well
Being (parklife)
And then I’m happy for the rest of the day safe in the knowledge there will always be a bit
Of my heart devoted to it (parklife)

Kokoschka, Paisagem de Montana (1947)

« Página anterior