Tivemos Eanes/Soares, Soares/Cavaco e agora temos Cavaco/Sócrates.

Assim uma coisa recorrente e em plano inclinado.

Presidentes e Primeiros-ministros em rotas de colisão, mais cedo do que tarde.

Hoje vem um obscuro assessor do PM desdizer e contra-atacar um menos obscuro assessor do PR sobre uma coisa que, em termos científicos, tem designações como coscuvilhice, quadrilhice, calhandrice, bisbilhotice, ce, ce,ce…

Tudo nas páginas do Expresso, o nosso semanário de referência dos sábados.

Tudo isto é de uma pequenez imensa, dando razão àquele texto que anda pela net – Avaliação em Cidadania Avançada, atribuído a Mário Crespo, mas cuja fonte primeira eu ainda não consegui detectar, pelo que nunca o transcrevi – que afirma que muitas destas pessoas nunca chegariam a posições de destaque em nenhuma democracia que se levasse a sério.

Adenda: A crónica do Mário Crespo está aqui.