Após ter passado anos a ser a muleta indispensável do trio rodrigues-lemos-pereira para tudo o que fosse zurzir nos profes, eis que nova fase se abre na vida do pai da Nação.

Pais defendem ajuste no horário

A maior associação representativa de pais e encarregados de educação (Confap) defende que os horários dos professores têm de ser reduzidos, tal como pretendem os sindicatos, que amanhã vão negociar o tema com o Ministério da Educação. “Os professores, em especial em início de carreira, têm horários brutais e há ajustamentos a fazer. Têm 22 horas semanais para aulas e 13 para componente não-lectiva, mas muitas vezes trabalham mais do que essas 13 horas e têm de tirar tempo às suas famílias para preparar aulas”, disse ao CM Albino Almeida, presidente da Confap.

É curioso como durante os anos da investida contra os professores e as insinuações de que o seu trabalho nas escolas é escasso, o grande líder do movimento associativo parental se tenha esquecido desta linha de argumentação.

Mas como os ventos da 5 de Outubro mudaram um pouco de quadrante, nada como reconfigurar o rumo.

É assim como que uma nova mudança de paradigma, para usar uma expressão muito cara a tão alva personalidade.