Mais um estudo que cheira a não sei quê do pior eduquês por todos os lados, ainda para mais vindo de uma investigadora [correcção ao post original: o estudo é do ME, as opiniões é que são da investigadora] que eu aprendi a apreciar em trabalhos anteriores.

No entanto, de forma perversa, o estudo até acaba por ser algo mortífero para a política do ME no mandato anterior que elevou a titulares com responsabilidades acrescidas os docentes com mais idade, sem qualquer outro critério que não o desempenho de cargos.

E mesmo para a presente política de travagem da progressão dos docentes estas conclusões são um tanto ou quanto problemáticas.

Educadores de infância são o grupo mais envelhecido

O envelhecimento da classe docente poderá não ser alheio ao insucesso escolar, adverte docente da Universidade do Porto