Há em algumas passagens das declarações de Isabel Alçada uma semelhança crescente com o discurso de Maria de Lurdes Rodrigues. Ao que parece a assessoria comunicacional não mudou. Alguém não percebeu o erro original e insiste.

Lembram-se quando a anterior equipa ministerial se queixava de não ser devidamente compreendida, da mensagem não passar, de os professores não entenderem as suas propostas, de não saberem aplicar o estatuto do Aluno, etc, etc?

Eis que no Economia Socialista, desculpem, no Diário Económico de hoje se lê que:

“Estamos convictos de que se os professores analisarem bem a nossa proposta a vão aceitar”,