• Delfim Santos (Lisboa)
  • Infante D. Henrique (Porto)

Tudo personalidades com dificuldade em fazerem chegar, em tempo útil, a classificação aos seus seguidores. Os que se mantém em exercício ou os que partiram em outras direcções…

Por terras mais meridionais – Aljezur, Monchique – também há quem ande com falta de vontade, apesar do curto corpo docente… Será que depois a avaliação das lideranças terá em conta esta presteza?