Sei que é um pouquinho demagógico, mas acho que merecido, chamar a atenção para o facto da população da RAM ser inferior a 250.000 habitantes. Façam lá as contas aos quase 80 milhões de euros de endividamento suplementar e terão uma noção do que para o PSD por acção e o PS por omissão consideram ser uma forma de conter o défice público.

E depois aposto que vão fazer imenso barulho por causa da quantia muito inferior que vai ser necessária para assegurar a progressão dos docentes logo que esteja concluído o primeiro ciclo de avaliação legislado pelo ME.

Aprovada proposta do PSD de endividamento de 79 milhões de euros para a Madeira

O Parlamento aprovou hoje a proposta do PSD de alteração ao Orçamento do Estado para 2009 para que a Madeira possa contrair um endividamento até 79 milhões de euros. A proposta inicial do PSD seria a possibilidade de as regiões autónomas da Madeira e dos Açores pudessem contrair um endividamento de até 129 milhões de euros.
A proposta foi aprovada com votos a favor do PSD e de um deputado do CDS-PP eleito pela Madeira, José Manuel Rodrigues. A surpresa foi a posição do PS que optou por se abster. Isto depois do Ministro das Finanças ter acusado o PSD de irresponsabilidade por subscrever proposta de alteração à Lei de Finanças Regionais (LFR)da Madeira. Também o deputado pelos Açores e vice-presidente da bancada parlamentar socialista, Ricardo Rodrigues, tinha dito que é necessário “separar a boa da má gestão”, garantindo o controlo das contas dos Açores. Em declarações ao i, Ricardo Rodrigues garante que a posição do PS foi alterada por “motivos de força maior”. “Em causa estão os salários da função pública para Dezembro. Os madeirenses não podem sofrer pela má gestão do governo”, explicou.