CMAnha7Jun09b

Correio da Manhã, 7 de Junho de 2009.

Porque será que raramente me apanharam numa festa deste tipo (e digo raramente porque posso estar com alguma falha de memória, mas quase arriscaria o nunca) e nunca (mesmo) naqueles famosos bailes e festas de finalistas?

A este nível apenas evocaria um episódio passado há 17 anos quando acompanhei jovens à Expo de Sevilha e, quando se ia pernoitar em Alcoutim, descobri o que preparava um jovem convidado (a mamã pertencia à equipa do ME que organizava a visita) para a noitada.

Tudo bem, estava na idade, mas as miúdas estavam à minha responsabilidade e dos meus colegas. Confrontada a mamã, respondeu-me «Nunca fez isso nos seus tempos?» e por ela tudo estava bem.

Por acaso não fiz, por tantas razões, incluindo não ter as mordomias do menino e ter pais com dois dedos de testa.