Primeiro dar-se a formação aos interessados e depois colocá-los a exercer as funções?

Professores titulares vão ter nova formação

A ministra da Educação, Maria de Lurdes Rodrigues, anunciou hoje no Parlamento estar em preparação a introdução de um programa de formação para professores titulares, no âmbito da formação contínua dos docentes.
(…)
“Aquilo que existe é um trabalho que tem vindo a ser feito há muitos meses com o Conselho Científico (para a Avaliação dos Professores), com a equipa do gabinete do secretário de Estado e até com a equipa que prepara e acompanha as negociações no sentido de se introduzir um programa de formação de professores titulares”, disse a ministra aos jornalistas no final da sua última audição parlamentar nesta legislatura, depois de ter dito aos deputados que não existe ainda um relatório daquele órgão sobre os professores avaliadores.

“É uma matéria na qual estamos a trabalhar, mas isso não significa que os professores são incompetentes. Essa conclusão não se pode retirar”, declarou a ministra, frisando que a formação contínua existe porque os professores precisam de actualizar conhecimentos, informação e competências.

“É por isso que existe toda uma estrutura para a formação contínua de professores, é por isso que existe uma linha de financiamento para essa área de intervenção”, disse a governante, sublinhando que estão em causa os professores com mais experiência.