Há mesmo quem não perceba a ironia, sendo esse o caso gritante do snr. Almeida. Que não percebeu o quanto foi voluntário o Albano. Por isso aqui ficam os dois mails recebidos, por ordem cronológica a pedido do próprio, sendo que o primeiro se prolonga com imensas mensagens reencaminhadas, nenhuma delas correspondendo a qualquer texto meu e, por isso mesmo, sendo o mail recebido razoavelmente difamatório. Não que isso me incomode. Os destaques são meus excepto o do «umbigo mentiroso».

1.18 PM

Caras(os) Companheiras(os)

Desde Março de 2008 que a partir de dois blogs, foi difundida uma mentira torpe que de vez enquando retorna aos nossos e-mails e que se reproduz no fim deste e-mail.

Logo na altura, quando em conferência de imprensa anunciamos ir com este assunto para  tribunal um dos blogs retirou o post. O outro manteve no seu umbigo mentiroso (agora também em livro) esta encapotada tentativa de diminuir a Confap, o que não conseguiram até hoje, bem pelo contrário!

Atento o período excepcional que vamos viver ate Outubro, penso que possa ser-vos útil dispor deste esclarecimento e dar-lhe o uso que em cada momento melhor entenderem, como já fizeram outros pais, tal como podem verificar no reencaminhamento de alguns dos respectivos e-mails que aqui se incluem

Exmo Senhor
Rencaminho e-mail recebido de um pai e dirigente associativo de Braga.
De resto esta campanha vem de há mais de um ano… e está em Tribunal o autor. Não me importo de lá colocar mais alguns pulhas de circunstância!
Cumprimentos.
Albino Almeida

11.25 PM

Snr Guinote,
Tal como me referem amigos meus (e tantas vezes também acontecerá no seu blog) há “erros de simpatia” que mentes abertas olhando para um teclado facilmente percebem! Claro que é “de vez em quando” e não o que se lê no e-mail enviado. Mas,de vez em quando,todos somos “pitosgas”… Depois de mim,à tarde,calhou-lhe a si e aos seus amigos à noite!…
Eu involuntariamente. O Snr e os seus amigos não sei…
Também me dizem que,pela primeira vez,não publicou o e-mail. Permita-me que lhe diga que deve ser das companhias: há alguns rotundos directores de jornais que também não publicam textos,mesmo quando estes correspondem ao legítimo direito de resposta ao que escrevem sem o minímo respeito pessoal e institucional. Desejo,firmemente,que nunca venha a acontecer consigo.
Já agora não se esqueça que as equipas ministeriais passam;alunos,pais e professores ficam! Veremos quem vai continuar coerente no futuro! Temos visto tanta coisa,Snr Guinote,depois de Abril!…
Fique(m) bem! Sinceramente!
Albino Almeida
.
A minha resposta às 11.33:

Snr. Almeida,

Não publiquei por pudor.

Fique bem,

P.