Segunda-feira, 20 de Abril, 2009


Há mesmo quem não perceba a ironia, sendo esse o caso gritante do snr. Almeida. Que não percebeu o quanto foi voluntário o Albano. Por isso aqui ficam os dois mails recebidos, por ordem cronológica a pedido do próprio, sendo que o primeiro se prolonga com imensas mensagens reencaminhadas, nenhuma delas correspondendo a qualquer texto meu e, por isso mesmo, sendo o mail recebido razoavelmente difamatório. Não que isso me incomode. Os destaques são meus excepto o do «umbigo mentiroso».

1.18 PM

Caras(os) Companheiras(os)

Desde Março de 2008 que a partir de dois blogs, foi difundida uma mentira torpe que de vez enquando retorna aos nossos e-mails e que se reproduz no fim deste e-mail.

Logo na altura, quando em conferência de imprensa anunciamos ir com este assunto para  tribunal um dos blogs retirou o post. O outro manteve no seu umbigo mentiroso (agora também em livro) esta encapotada tentativa de diminuir a Confap, o que não conseguiram até hoje, bem pelo contrário!

Atento o período excepcional que vamos viver ate Outubro, penso que possa ser-vos útil dispor deste esclarecimento e dar-lhe o uso que em cada momento melhor entenderem, como já fizeram outros pais, tal como podem verificar no reencaminhamento de alguns dos respectivos e-mails que aqui se incluem

Exmo Senhor
Rencaminho e-mail recebido de um pai e dirigente associativo de Braga.
De resto esta campanha vem de há mais de um ano… e está em Tribunal o autor. Não me importo de lá colocar mais alguns pulhas de circunstância!
Cumprimentos.
Albino Almeida

11.25 PM

Snr Guinote,
Tal como me referem amigos meus (e tantas vezes também acontecerá no seu blog) há “erros de simpatia” que mentes abertas olhando para um teclado facilmente percebem! Claro que é “de vez em quando” e não o que se lê no e-mail enviado. Mas,de vez em quando,todos somos “pitosgas”… Depois de mim,à tarde,calhou-lhe a si e aos seus amigos à noite!…
Eu involuntariamente. O Snr e os seus amigos não sei…
Também me dizem que,pela primeira vez,não publicou o e-mail. Permita-me que lhe diga que deve ser das companhias: há alguns rotundos directores de jornais que também não publicam textos,mesmo quando estes correspondem ao legítimo direito de resposta ao que escrevem sem o minímo respeito pessoal e institucional. Desejo,firmemente,que nunca venha a acontecer consigo.
Já agora não se esqueça que as equipas ministeriais passam;alunos,pais e professores ficam! Veremos quem vai continuar coerente no futuro! Temos visto tanta coisa,Snr Guinote,depois de Abril!…
Fique(m) bem! Sinceramente!
Albino Almeida
.
A minha resposta às 11.33:

Snr. Almeida,

Não publiquei por pudor.

Fique bem,

P.

COMUNICADO CONJUNTO DO MUP, APEDE E PROMOVA

Desde Março de 2008 que a partir de dois blogs, foi difundida uma mentira torpe que de vez enquando retorna aos nossos e-mails e que se reproduz no fim deste e-mail.

Ao fim de muito tempo, o senhor Albano mandou-me um mail. A mim e ao presidente da Porto Editora.

Desvairado, parece nunca ter percebido este post que eu mantive no livro.

Continua na sua sanha cega de atacar tudo o que mexe, incluindo aquilo em que não é nomeado. O conteúdo do mail, pela sua baixa qualidade de conteúdo e forma tem dificuldade em passar o crivo editorial do Umbigo, tanto por causa do constante atropelo da Língua Portuguesa como por insistir na utilização do termo «pulhas» e «umbigo mentiroso».

Fosse eu pessoa rancorosa ou incapaz de perceber um texto com mais de dois parágrafos sem patinar  e seria eu a querer processar quem, não percebendo o que lê, dispara(ta) sem sentido e me acusa do que nuca fiz. A menos que o meu pecado tenha sido ser factualmente rigoroso..

Esta foi-me contada hoje por um coordenador TIC,  entre lágrimas do riso e dor, acerca do processo de instalação de uns vídeo-projectores modernaços numa palete de salas da escola dele. Como me ia rindo ao mesmo tempo que ele, sei que me escaparam alguns detalhes, mas ele prometeu que me enviava os documentos de apoio à coisa.

  • Para começar os instaladores das engenhocas chegaram sem o material necessário para a instalação. No entanto prontificaram-se para ficar à noite na escola a fazer o trabalho se isso fosse necessário. O meu colega começou logo a ficar cheio de tiques ao imaginar uma naite toda transpirada em tal companhia.
  • A seguir começaram a explicar que não era preciso retirar o revestimento isolante de algumas salas e que eles conseguiam instalar tudo sem problemas de segurança. Perante o ar desconfiado do meu colega, asseguraram que se penduravam nos vídeo-projectores depois de instalados para testar a resistência da dita cuja instalação.
  • A juntar a tudo isto, nos papéis explicativos enviados pela DGIDC (salvo erro…) vem a eplicação que, caso os códigos necessários para as coisinhas funcionarem bloqueiem, é necessário arrancar tudo e enviar de volta para os States porque cá não há maneira de desbloquear de tão seguro que aquilo é para não ser roubado. Ou algo assim.

pardal

Caro Paulo Guinote

Não resisto a enviar-lhe isto. Sinta-se livre para fazer o uso que entender.
A DGIDC, logo o ME e o eu estimado PTE enviou às escolas um conjunto de 7 Cds que denominou de “Recursos Educativos”.
A acompanhar os Cds uma circular, que anexo.
O meu espanto foi ver colado no invólucro de plástico de um dos cds a menção “conteúdos não certificados”…
Ocorreu-me a história do Magalhães e outras trapalhadas.

Assim, o ME adopta uma postura de gato escaldado ou uma atitude de Pilatos de mão lavadas.
Já agora poderiam aproveitar a etiqueta para colar em alguns dos exames que não tardam aí…

Cumprimentos.

Manoel

cnc-02cnc-01cnc-03

Pelas minhas bandas é só na 5ª feira, pelo que estou com curiosidade em saber como as coisas estão a decorrer. Se a moção é para aprovar e não se fala mais nisso, se há a apresentação de outras opções. Não falo propriamente de opiniões, mas de propostas concretas nas reuniões.

Adenda: A moção tem estado aqui, mas agora (0.14, 21 de Abril) não está.

Aumentar a permanência dos alunos nas escolas é meta até 2021

O aumento da escolaridade e da permanência dos alunos nas escolas foram destacados pela ministra da Educação entre as metas a atingir pela comunidade dos países ibero-americanos até 2021.

Maria de Lurdes Rodrigues falava na abertura da XIX Conferência Ibero-Americana de Educação, preparatório de uma cimeira a realizar em Portugal no final do ano, dedicada à inovação e ao conhecimento.

Essas metas, estabelecidas no documento de trabalho em discussão na conferência, “representam uma ambição sem paralelo na história dos sistemas educativos dos nossos países”, afirmou.

Pelos vistos alguém perdeu a ambição de ser escandinavo e prefere optar decisivamente pela via bolivariana ou chaviana.

É assim como que uma espécie de regresso aos alinhamentos terceiro-mundistas e não-alinhados, pseudo-emancipatórias e pós-coloniais (isto foi um desafio, colocar quatro expressões hifenadas, todas seguidas) dos anos 70 e arredores tardios.

Só espero que, caso não lhe façam a vontade, a nossa Ministra não faça aquela greve esquisita do Evo Morales.

debateeduc20904

E olhem que eu ando com a língua solta…

100_2532

Professores voltam aos protestos de rua

Docentes decidem esta semana disponibilidade para manifestação nacional a 16 de Maio
Deputados da Oposição vão pedir esta semana ao Tribunal Constitucional a fiscalização sucessiva do segundo modelo simplificado de avaliação. Esta segunda-feira também começa a semana de consulta aos docentes sobre acções de luta no 3.º período.

Promete ser uma semana “quente” para a Educação que poderá marcar o 3.º período e o final do ano lectivo. Hoje, começa a semana de consulta, promovida pela Plataforma Sindical, aos docentes sobre novas acções de luta no 3.º período. Uma nova manifestação nacional poderá ser aprovada para o dia 16 de Maio. Simultaneamente, deputados da Oposição, do BE ao CDS-PP, uniram-se para subscrever um pedido de fiscalização sucessiva do modelo simplificado de avaliação, que se encontra em vigor, e o documento deverá ser entregue até sexta-feira, assegurou ao JN o parlamentar comunista Miguel Tiago.

O “sacrifício do princípio de igualdade”, a “divisão da carreira” e os “efeitos da avaliação” são alguns dos princípios que fundamentam o pedido dos deputados e que correspondem às críticas dos sindicatos sobre o decreto-lei estar ferido de constitucionalidade. (Alexandra Inácio)

Já percebi o atraso no pedido. Tudo bem. Mas já devia ter saído na passada semana. Mesmo que fosse no final. O tempo urge.

Quantos aos protestos de rua, veremos.

Confederação Independente de Pais e Encarregados de Educação elegeu dirigentes

A Confederação Nacional Independente de Pais e Encarregados de Educação (CNIPE) elegeu hoje os seus primeiros órgãos dirigentes, com Maria José Viseu como presidente, e aprovou um plano de acção para o biénio educativo 2009/2011.

A Assembleia-Geral Eleitoral para os primeiros órgãos sociais desta organização, que surgiu depois de cisões entre organizações de país nas ondas de protesto contra a política educativa do Governo, decorreu em Leiria, onde os associados aprovaram o programa e os elementos integrantes da única lista concorrente aos cargos.

Além de Maria José Viseu, ex-presidente da Confederação Nacional das Associações de Pais (Confap), que presidirá, como vice-presidente foi eleito Joaquim Ribeiro, da Federação das Associações de Pais do Concelho de Sintra.

No plano de acção para o biénio 2009/11, defende-se o uso do “magistério de influência junto dos poderes central e local” para o alargamento das redes de creches e pré-escolar, apostando particularmente nas redes públicas, e “a abertura das escolas à comunidade educativa no sentido de proporcionar um horário em compatibilidade com os horários profissionais dos pais e encarregados de educação”.

P. J. Harvey e John Parish, Black Hearted Love