convite

Desde que vi livros de jornalistas, opinadores e directores de órgãos de comunicação social a serem promovidos pelos próprios, nos ditos cujos órgãos, quem sou eu para ir contra tão arreigada prática?

O cartapácio com coisa de 400 páginas (arrancadas à versão original com a dimensão própria de um Bíblia bilingue) tem um pequeno sortido de bonequinhos do Antero a embelezar a entrada nos capítulos  e, quase a abrir, uma prancha de BD do Luís Guerreiro com um argumento meu de gosto mais do que duvidoso para ilustrar o processo de nascimento deste blogue.

Aterrador, no mínimo…

Pré-divulgação de algumas páginas aqui no Wook.