Afinal os elementos aqui divulgados nem são tão complicados quanto a realidade.

Comissão Provisória de Santo Onofre tem dois dirigentes sindicais

Duas das pessoas que integram a Comissão Administrativa Provisória do Agrupamento de Escolas de Santo Onofre, nas Caldas da Rainha, são dirigentes do Sindicato dos Professores da Zona Centro (SPZC), confirmou, em declarações ao PÚBLICO, o presidente desta organização sindical que é, simultaneamente, vice-secretário-geral da Federação Nacional de Professores (FNE), José Ricardo.

O presidente do SPZC, que disse ter tomado conhecimento da situação através do PÚBLICO, afirmou que o sindicato não foi ouvido pelos dois elementos que aceitaram o convite do director Regional de Educação de Lisboa e Vale do Tejo. Mas sublinhou que, na sua perspectiva, “não tinham de o fazer”. “Não agiram como dirigentes sindicais mas como professores e fizeram, com toda a certeza, o que pensam ser o melhor para a escola”, considerou.

Isto é patético.
Tanto os actos quanto as justificações.
Fizeram «o que pensam ser o melhor para a escola»?

Porque o que consta é que isto não passou ao lado das estruturas locais do sindicato em causa…