PROFESSORES INFORMADORES

Nós por cá, que não entregamos OI, mesmo com notificação, fomos chamados à sala oval para o presidente da CAP nos informar que ia definir os OI dos 45 resistentes (eram 66 antes das notificações), ao contrário do que tinha escrito na notificação, o que justificou com a falta de solidariedade do ME para com os executivos. Enfim, ainda teve a lata de chamar os assustados pelas notificações para lhes perguntar se queriam aulas assistidas. O pior é que alguns aceitaram, uma vergonha.

Mas o que me fez largar os testes e os portofolhos foram algumas novidades das recentes reuniões de DT e departamento:

1º- A secção de Avaliação deste rebanho para (cito) operacionalizar a recolha de informação objectiva a ser utilizada no processo de avaliação docente elaborou uma ficha, que anexo, referente ao ponto C3- Participação nas estruturas de orient. educativa. Assim, na reunião de DT fomos informados que a ficha será distribuída a todos os docentes de cada CT, que farão a avaliação dos restantes colegas, durante a mesma reunião, designados por 1,2,3,..e a sua própria, com as classificações 1-para nunca,..4-para sempre, no que respeita quer ao cumprimento de prazos, tarefas, etc. Em todos os Conselhos (turma, departamento, pedagógico) há lugar a igual preenchimento. É fácil, explicaram: eu avalio-te a ti e tu avalias-me a mim. Nos relambórios relatórios finais dos coordenadores serão anexadas as referidas fichas.

Tendo surgido algumas dúvidas acerca de tal metodologia, alguém questionou:

-Então agora somos todos avaliadores?

Resposta de colega supostamente mais esclarecida:

-Não, colega, apenas vamos ser todos informadores!!!

Imagine-se a confusão. Mas diz que está tudo bem.

2º- A mesma secção de avaliação- taditos, uns moiros do trabalho- também informaram que têm uma ficha a ser utilizada no processo de observação de aulas, só que se esqueceram de referir que já há montes de aulas assistidas, pelo que há colegas que já foram avaliados com outras grelhas. Além disso o seminário sobre “Observação de aulas” de 5h oferecido pela DGRHE aos avaliadores com AA só foi ontem, depois de já terem assistido às aulas. Mas isso não interessa nada. Isto é só para atestar da falta de seriedade de todo este processo.

3º- Também gostaria de partilhar que fomos informados que, a despeito de toda a discussão política acerca do ajuste directo, no âmbito de Plano Tecnológico da Educação a nossa humilde escola, por ser sede do CF, vai centralizar as várias fases que constituem a instalação das redes locais o que inclui aquisição de serviços de Auditoria a Plano de Obra, Acompanhamento e Fiscalização de redes, e será enviado um convite a uma única empresa para realizar as várias fases. Se calhar estão a poupar papel nos convites, só pode ser. Também escusam de ter dúvidas que a resposta é que não nada da nossa competência, nós só estamos ali para ouvir as informações.

Colegas: estas coisas não acontecem só aos outros, previnam-se!

Adivinha:

Qual é a escola, qual é ela?

Tem o nome de um Poeta Algarvio

Dá-se bem com o poder

A sua máxima é: “Se queres conhecer o vilão põe-lhe uma vara na mão”

aaleixo1mar091