BE agenda para sexta-feira debate de actualidade sobre avaliação de professores

O Bloco de Esquerda (BE) agendou para sexta-feira um debate de actualidade no Parlamento sobre a avaliação dos professores, face à falta de esclarecimentos do ministério da Educação sobre os procedimentos a adoptar neste processo.

Segundo o grupo parlamentar do BE, o debate marcado para esta sexta-feira decorre “no momento em que a discricionariedade das medidas adoptadas pelo Ministério da Educação tem condicionado o trabalho dos docentes e a qualidade da educação”.

Para o BE, em causa está “a absurda disparidade das soluções adoptadas pelas diferentes escolas sobre a avaliação de professores”, que tem vindo “a agravar a profunda instabilidade que se vive nas escolas portuguesas”.

“Há professores a receber, e outros não, notificações ameaçando que serão penalizados na sua carreira caso não entreguem os objectivos individuais”, exemplificou o Bloco.

Por outro lado, sustenta a bancada bloquista, uma delegação representativa dos conselhos executivos de mais de 300 escolas pediu à Comissão Parlamentar de Educação esclarecimentos sobre os procedimentos a adoptar na avaliação dos docentes, “a que o ministério da Educação se tem vindo a furtar”.

Já esta semana o PSD reclamou a presença com urgência da ministra da Educação, Maria de Lurdes Rodrigues, no Parlamento, para pedir esclarecimentos sobre eventuais consequências para professores que recusem entregar os objectivos individuais.