Quem recusa este modelo de ADD, mas não recusa ser avaliado e pretende fazer um relatório de auto-avaliação poderá sermpre, em minha opinião, elaborar a sua auto-avaliação tendo como referência o Projecto Educativo da Escola/Agrupamento e o seu contributo para o cumprimento das inciativas previstas no Plano Anual de Actividades  no âmbito do seu Departamento e não só.

Em nome de uma verdadeira autonomia, e num modelo de ADD que se quisesse coerente com tal princípio, qualquer órgão de gestão deveria estar em condições de proceder à avaliação do trabalho dos seus docentes.