Caro colega

Pode acrescentar à sua lista, a moção aprovada numa reunião geral de Professores da Escola Secundária de Avelar Brotero, em Coimbra. Estiveram presentes 217 professores e o resultado apurado, por voto secreto, foi:

217 votantes
Sim: 199
Não: 10
Brancos:5
Nulos: 3

Com os melhores cumprimentos
Ana Cristina Feio
( Presidente do Conselho Executivo)

Moção

Os professores da Escola Secundária de Avelar Brotero, reunidos em 21 de Janeiro de 2009,  manifestam o seu desagrado quanto ao Dec. Regulamentar nº 1-A/2009 de 5 de Janeiro relativo à Avaliação de Desempenho do Trabalho Docente, fundamentalmente por:

1. Veicular medidas transitórias e conjunturais, prevendo-se a implementação do Dec. Regulamentar nº2/2008 no próximo ano lectivo;

2. Secundarizar qualquer avaliação científica e pedagógica do desempenho docente;

3. Prever quotas impeditivas de ser reconhecido o mérito dos docentes;

4. Responsabilizar e pressionar os actuais órgãos de gestão para a aplicação do processo.

5. Ser apenas mais um documento que pretende, a troco de medidas avulsas, forçar a aplicação de um Estatuto, cujo principal objectivo é a divisão da carreira.

Considerando que:

– os procedimentos da tutela em todo o processo são inadmissíveis na tentativa de dividir os docentes, passando pela isenção de avaliação dos que estão em condições de reforma, e pela ameaça de procedimentos disciplinares;

– se trata de uma classe com enormes responsabilidades sociais, cuja dignidade profissional está ameaçada,

os professores da Escola Secundária de Avelar Brotero, em defesa da qualidade das aprendizagens, decidiram não pactuar com um ministério que, com uma teimosia cega, põe em causa a Escola Pública Portuguesa, pelo que exigem a suspensão do actual modelo de avaliação.

Coimbra 21 de Janeiro de 2009

Advertisements