Caro Paulo
Hoje pelas 18:30 horas, na escola sede do meu agrupamento (Agrupamento de escolas de Soares dos Reis em Vila Nova de Gaia), os professores reunidos em assembleia geral aprovaram por esmagadora maioria, apenas com 2 abstenções, o documento que se segue.
Podes dar-lhe a divulgação que entenderes por bem.
É curioso notar que, não obstante os apelos feitos nesse sentido durante a reunião, nenhum dos professores que se têm movimentado para a entrega dos objectivos individuais, pediu a palavra para defender os seus pontos de vista.
Feitios………
Um abraço
Júlio Coelho
“Considerando que:
1. o decreto regulamentar 1-A/2009 apenas simplifica transitoriamente alguns procedimentos, mas não altera nenhum dos princípios orientadores do modelo de avaliação imposto pelo ME;
2. estas alterações provisórias mais não são do que uma manobra táctica, em ano de eleições, para implementar o modelo completo e agravado, logo após o período eleitoral;
3. por mais simplificações, remendos e correcções que se façam, enquanto este sistema de avaliação se basear na divisão dos professores em duas categorias e na existência de quotas para as classificações mais altas, continuará a ser apenas um instrumento administrativo para impedir que a grande maioria dos professores possa ultrapassar o meio da carreira;
Os professores do Agrpamento de REscolas de Soares dos Reis, em reunião realizada no dia 14 de Janeiro d e2009, no seguimento da Marcha de 8 de Março, da Manifestação de 8 de Novembro e da Greve de 3 de Dezembro, (re)afirmam a decisão de suspender este processo de avaliação, não participando nos actos com ele relacionados, o que passa, neste momento, pela não entrega dos objectivos individuais e pelo não requerimento de aulas assistidas.”
Anúncios