Bancos perdem 120 mil milhões

Os efeitos da crise financeira em curso na actividade dos bancos europeus vão prolongar-se até 2010 e traduzir-se-ão num abrandamento da concessão de crédito e na queda do valor das hipotecas. Esta é a principal conclusão de um estudo cuja pré-publicação foi divulgada ontem e que contabiliza em 120 mil milhões as perdas totais na actividade de retalho durante os próximos três anos. Os mercados de Espanha, Irlanda e Reino Unido serão os mais atingidos.
As perdas que os bancos irão sofrer nos créditos e nas hipotecas atingirão os 34,7 mil milhões de euros até ao final deste ano e acelerarão para os 42,5 mil milhões em 2009, de acordo com os dados apurados pela consultora de gestão Oliver Wyman e pelo grupo de serviços de gestão de crédito Intrum Justitia.

Mas lá está, nós temos é que aprender com os magos da gestão. Para perder dinheiro, que se perca o dos outros que confiaram em nós…