É daqueles livros cujas duas primeiras páginas me obrigam a comprá-lo. Eu sei que as obras de referência dele são outras e vistosas, desde logo o actual Expiação, mas também o Chesil Beach e os mais antigos A Criança no Tempo ou Amsterdão, mas este é-me especial.