Impressões dos dias seguintes

(…)
Vejo, hoje, dia 12 de Março de 2008, numa conferência de imprensa da equipa que governa o ministério da Educação, um sinal de que tudo deve ficar como está. Começou, a senhora ministra, por dizer: “tem de simplificar-se o processo e retirar a referência aos objectivos”.

Depois, voltou aos já conhecidos e estafados argumentos. Estranho, muito estranho.

Teremos um governo entrincheirado atrás de uma ministra?
Teremos uma ministra, plenamente convencida dos seus “justos” argumentos, em roda livre e a “lutar” contra tudo e contra todos?

Qualquer das situações seria uma coisa descomunal, já se vê.