António Câmara mereceu uma apresentação infindável e algo out of focus a Fátima Campos Ferreira, que quase pareceu em êxtase psico-sensorial na presença do homem.

A intervenção do idolatrado presidente da YDreams foi, contudo, bastante boa.

Antes e mais revelando o quanto estamos afastados, em termos de níveis de exigência no ensino, das melhores práticas lá de fora.  E falou de exig~encia sobre os alunos.

E depois disse o elementar: um esquema de avaliação destes deve ser testado em pequenas unidades, de modo a corrigirem-se imperfeições antes da generalização.

Fátima Campos Ferreira fez tudo para que ele dissesse que o Governo deveria avançar, apesar de tudo, mas ele disse que não. Primeiro testar, depois generalizar.