dsampaio3mar08.jpg

Daniel Sampaio, Pública, 2 de Março de 2008

Só posso dizer que é uma excelente análise, só me admirando que venha de quem caucionou, pelo menos por omissão, o Estatuto do Aluno do período guterrista-benaventista.

Espero agora que, como foi feito em ocasião anterior quando aqui se declarou suspenso o Estatuto do Aluno, o Pai da Nação faça sair um comunicado a considerar que Daniel Sampaio, ao declarar o estatuto como «morto», é um perigoso «desestabilizador profissional» das nossas Escolas.

Porque ou há coerência, ou protestam com todos.