Rápido, claro, objectivo e articulado nas respostas. Nesse aspecto, ainda bem que o Paulo Sucena se retirou das lides.

Houve ali um pequeno vacilar quando chegou à parte da territorialização das políticas educativas, em que o pé ia resvalando, mas recompôs-se a tempo.

Agora é só revelar a mesma presteza e acutilância nas formas de contestar concretamente as medidas em curso.