Na zona Centro parece estar em desenvolvimento outro movimento de professores visando discutir, de forma independente, as questões relativas à Educação, à Escola Pública e à Carreira Docente, do qual também parece que irá sair um documento para divulgação. Logo que seja útil, o documento será também aqui divulgado.

Ao contrário dos que acham que só existe um caminho para canalizar a acção dos professores, eu acredito que a refundação de um espírito/identidade profissional docente terá necessariamente de partir das bases, de forma positiva, contra ninguém, mas também sabendo os velhos caminhos que não se querem trilhar. E isso só se consegue reunindo as pessoas, congregando-as e abrindo canais de comunicação sem bloqueios ou estrangulamentos.

A petição que foi colocada online ontem a partir daqui, já anda perto das 300 assinaturas o que, atendendo à forma perfeitamente espontânea como surgiu e está ser dinamizada é algo para mim surpreendente (não estou nada habituado a estas coisas).

Pode valer pouco, a alguns pode parecer nada, uma simples gota a querer furar a barragem, mas eu acho que pode começar por aqui uma bela amizade (eu estou mais a reencontrar algumas na lista de assinaturas) e o reavivar do orgulho em ser professor, apesar das adversidades.

Quanto aos previsíveis anti-corpos e ao fogo de barragem, pode estar por aí quase a aparecer de vários lados (já apareceram uns borrifos desde o final da semana passada), mas são ossos do ofício.

Adenda: Por qualquer razão de calendário do site que aloja a petição, as datas das assinaturas estão adiantadas um dia. Vou ver se detecto a origem do erro ou se é porque o serviço tem um (muito) diferente fuso horário.