Tratem as pessoas como adultos. Tratem-nas como parceiros; tratem-nas com dignidade; tratem-nas com respeito. Tratem-nas – e não os gastos de capital ou a automatização – como a fonte primária dos ganhos de produtividade. Estas são as lições fundamentais da pesquisa sobre excelentes companhias. (Thomas Peters e Robert Waterman, In Search of Excellence – Lessons from the America’s Best-Run Companies, Harper Collins, 1993 [ed. original de 1982], p. 238 )

.
Eu sei que é um clássico com um quarto de século, mas tem a particularidade de ser do tempo em que se dava o renascimento de muitas das teorias que agora nos querem fazer passar por novas.

A aposta deve ser nas pessoas, não nos números, na tecnologia, nos cálculos do capital investido.