Ontem no Eixo do Mal da Sic-Notícias, Luís Pedro Nunes (director de O Inimigo Público), com aquele seu modo agitado e truculento, lia a passagem da entrevista ao El País em que José Sócrates declarava ter deixado de fumar e por isso ter passado a dedicar-se ao jogging, ao mesmo tempo que mostrava um exemplar do jornal do Parlamento Europeu ou da União Europeia com uma foto do mesmo JS a fumar numa pausa da recente cimeira com o Brasil.

E o que questionava era algo evidente: se alguém falta à verdade por tão pouco…