Os defeitos e equívocos da configuração já sabemos, os atrasos nas entregas também. Que crasham muito e que a net “barata” é muito fraquinha também não é novidade.

O que agora parece novo é o problema da assistência técnica quando os bichinhos deixam de ronronar ou apresentam uma pieira que não se pode.

Ao que consta e me contaram, a coisa é assim: queixas ou pedidos de ajuda para a Siemens ou Toshiba dão em nada, porque parece que os números de série/registo dos computadores (será de todos ou só de alguns?) não se encontram nas bases de dados dos fabricantes. Ligar para as operadoras que os forneceram esbarram no facto de elas alegaram que são só responsáveis pela ligação uáirelésse. Devolvê-los às escolas, para daí irem de volta para o ME, também não é opção aceitável, porque não há assistência técnica na 5 de Outubro.

O resultado acaba por ser pagar do próprio bolso a manutenção ou esperar que os números apareçam  nas bases de dados dos fabricantes.

E esperar sentado.