Afinal David Justino já quebrara antes o silêncio no blogue 4R-Quarta República(que irritantemente não deixa comentar quem não tem registo no Blogger), ao fazer uma mini-recensão ao livro A Lógica dos Burros do Gabriel Mithá Ribeiro. Entre outras coisas escreveu que:

Na altura em que algumas medidas legislativas revelam a marca emergente de algumas visões românticas do processo educativo, a leitura desta obra faz-nos pensar sobre a verdadeira natureza deste lobby que tão nefasto tem sido para a educação em Portugal nos últimos vinte anos.

Só agora dei por esta passagem, assim como pelo comentário subsequente na respectiva caixa. Para aqueles que, em discussão em post mais abaixo, muito discordaram da minha leitura benévola da posição de DJ em algumas matérias, penso que o acto de publicamente destacar a obra em causa – e que há coisa de um mês já aqui tinha sido posta em destaque – e a forma como o faz, assumindo a frontal divergência com o rumo da actual política educativa, parecem-me indicar de que lado estará. Pode não estar exactamente no ponto certo da trincheira certa, de acordo com os maus puristas, mas não está na trincheira do “outro lado”. E atirar nele com toda a força, pode ser um desperdício de munições, a vários níveis.

Claro que eu preferia que por altura da discussão do ECD tivesse antecipado ou descortinado algumas das suas piores consequências, mas antes tarde…