Sócrates a negativos

A descida do PS está longe de ser um factor isolado – é acompanhada pelo decréscimo de popularidade do próprio primeiro-ministro. Em Maio, Sócrates contava um saldo positivo de 2% na avaliação da sua actuação. Agora, chumba na avaliação, contando 14 pontos negativos. Uma tendência que é generalizada no Executivo, com 15 ministros em 16 a baixarem na popularidade. Mário Lino é o caso mais flagrante, mas a ministra da Educação, Maria de Lurdes Rodrigues, não anda longe: desce 16 pontos. Ainda assim, não há queda que valha a Correia de Campos. O ministro da Saúde completa o trio dos piores, mantendo-se destacado como o governante com pior imagem junto dos portugueses – volta a cair nove pontos, agora para os 50 negativos.

E ainda temos as últimas novidades. O problema é temos uma espécie de Oposição.