1102a.jpg

Após meses e meses de apoio à ministra da Educação durante 2005 e 2006, a revista Visão parece tomar novo rumo e depois de, na semana passada a ter colocado no lado mais negro do seu Radar de figuras por causa da polémica com a Associação dos Professores de Matemática, esta semana volta à carga por causa das trapalhadas nos exames, retratando-a com aquela tradicional pose de mártir de mãos postas, quando não sabe o que responder às questões.

Perante a generalizada desafeição daqueles que a levaram ao colo durante tanto tempo, espero com um sorriso a ida ao Assembleia da República em 11 de Julho, já quase em época de banhos parlamentares. Aliás, tamanho atraso na ida só se pode perceber com a tentativa de descolar a ministra da sucessão de embaraços que marcou este último par de  meses e de esperar que a silly-season jornalística tenha começado e, nesse contexto, o que vier a acontecer pareça normal.

Os bonecos estão no Umbigo ao Quadrado.