A classificação das provas de aferição, pelo menos as do 4º ano (suponho que será o mesmo ou parecido para as do 6º ano), diz-me a colega Filomena V., irão ser pagas a 12 cêntimos a peça.

O que significa que corrigindo 60 provas (o que já vimos que leva cerca de 20 horas, pelo menos, não contando as deslocações às Unidades de Aferição), os classificadores terão direito a auferir a módica quantia de 7,2€.

E ainda há quem se queixe que ganhamos mal.