Da Visão, em peça (p. 122) a propósito do prémio de Palerma do Ano, desculpem, Professor do Ano (embora esta designação me pareça algo machista e discriminatória):

E o que faz um bom professor? António Nóvoa, 52 anos, reitor da Universidade de Lisboa e membro do júri do prémio, arrisca: deve ter conhecimento, «munir-se de tacto pedagógico e mostrar responsabilidade profissional», aliando a «reflexão sobre a experiência» com o «trabalho em equipa». E ainda ser capaz de um «compromisso social» com os valores, a inclusão social, a diversidade cultural».

Disclaimer: Para que conste, e para evitar reparos laterais como os que já aconteceram há tempos por parte de um ex-comentador assíduo do Umbigo, o professor António Nóvoa foi formalmente o presidente do júri (embora substituído no acto propriamente dito) do meu doutoramento. Acho que isso não é impeditivo de eu o citar, como agora faço, de forma algo divertida, até concordando com tudo aquilo que afirma.