grade1.jpgUm amigo recomendou-me este método de avaliar o desempenho de um blog ou site. A coisa é muito dinâmica, pois muda quase de minuto em minuto, o que impede comparações estáveis com os blogues nacionais de maior impacto, mas tem a sua graça.

Na categoria de blogues o Umbigo tem uma performance a rondar os 86-90/100, dependendo do momento o que significa um desempenho na ordem dos 90%, o que não está nada mal. Uma coisa interessante é que, descendo ao longo da página do diagnóstico, até quase ao fim, nos surgem as habilitações consideradas necessárias para ler o blogue, ou seja, o seu público normal ou alvo. No “nosso” caso a recomendação é um advanced degree, ou seja um PhD. O que é algo complicado pois reduz naturalmente a audiência potencial deste espaço, em especial ao nível dos decisores políticos. O que naturalmente explica muita coisa. Porque se por cá passassem e percebessem o que por aqui se escreve dos post aos comentários, muito se evitaria (agora estou a ser irónico, mas não sei se dá para notar pelo que faço este àparte)

Embora naturalmente com um ranking alguns pontos acima, o Abrupto só parece exigir que se seja um college graduate, o Causa Nossa exige o liceu e três anos de Universidade (cá já deve dar uma licenciatura nos tempos que correm, daquelas menos exigentes), o Quarta República só implica frequentar um ano de Universidade, o Glória Fácil apenas o 12º ano (tem a sua lógica), A Origem das Espécies apenas o 11º ano e o Bloguítica apenas 0 10º, o que já acho de maior espanto.

Portanto, se por cá passam regularmente, tendo o diploma em condições ou não, tendo feito a coisa por equiparação, equivalência ou mesmo a sério, isto significa que o vosso estatuto académico-blogosférico-intelectual é da ordem de um PhD. O que me parece natural e só justifica que cá continuem a voltar. Com jeitinho, ainda passo amanhã uns diplomas a quem pedir com muita insistência.