Meus caros,
A petição contra a experiência TLEBS foi hoje entregue ao dr. Jaime Gama, Presidente da AR, à Dra Suzana Toscano, assessora para a Educação da Casa Civil do Presidente da República , à recepcionista da Residência Oficial do Senhor Primeiro-ministro (não estava ninguém disponível para receber a petição…) e ao Senhor Secretário de Estado Adjunto e da Educação, Dr. Jorge Pedreira.Foi-nos transmitido pelo sr. Secretário de Estado que a decisão de suspender a experiência pedagógica e retirar a TLEBS das escolas estará já tomada e que a sua publicação em Portaria estará por dias. A ser assim, pode ser uma vitória em toda a linha, no respeitante ao que pedimos na alinea a) da Petição: A suspensão imediata da implementação da experiência pedagógica TLEBS e da legislação que lhe deu origem e a regula: Portarias n.º 1488/2004, de 24 de Dezembro e n.º 1147/2005, de 8 de Novembro e demais legislação aplicável.

As 8.132 assinaturas da petição terão surtido efeito!

Há no entanto que aguardar pela publicação da dita Portaria em Diário da República, nos próximos dias, ao que nos foi dito.

Ficam ainda pendentes as alineas b) e c) da Petição.

Penso que podemos ter motivos para festejar, a breve prazo.
Obrigado a todos, mais uma vez.

Abraços

José Nunes

É esperar para ver. Que eu não tenho nada contra a abordagem de São Tomé em relação a estas coisas. O espectáculo só acaba depois da senhora gorda cantar.

.
Adenda: E ao que parece é mesmo melhor, porque a coisa, por enquanto, vai ficar em estado de assim-assim. Suspensa mas não abandonada. Não generalizável no curto prazo, mas porventura depois.