Num artigo já com alguns, mas não muitos, anos, José Alberto Correia condensava assim a evolução das ideologias educativas em Portugal no último quartel do século XX: o pós 25 de Abril (1974-76) corresponderia a uma ideologia de base política democratizante; o resto dos anos 70 a uma ideologia de base jurídica democrática, os anos 80 a uma ideologia de base económica modernizante e a maioria dos anos 90 a uma ideologia de natureza organizacional de inclusão.

Confesso que neste início de século e milénio, não sei já onde nos encontramos: se estamos muito, muito á frente disto tudo, se nos perdemos algures numa amálgama de teorias.

Fonte: José Alberto Correia (1999), “As ideologias educativas em Portugal nos últimos 25 anos” in Revista Portuguesa de Educação, nº 12, p. 105.