Parece que os últimos posts estavam a deixar os leitores com a estranha sensação de que eu estaria demasiado sorumbático (ooopsss, há um blog com este nome linkado e tudo por aqui…) e porventura excessivamente melodramático.

Nem por isso.

Foi apenas um assim como que uma espécie de rodopio estilístico, que produziu mais efeito do que o esperado, a avaliar por alguns comentários. Bom… é verdade que o meu Sporting voltou ontem a ser humilhado por uma equipa russa em pleno Alvalade XXI, mas isso agora não interessa aqui nada.

Para (re)animar as hostes fica então aqui a parte final (a versão completa foi mandada retirar pela NBC) da presença de Sacha Baron Cohen, a.k.a. Borat Sagdiyev no programa de Jay Leno há poucos dias e que passou hoje na Sic-Comédia, quando Martha Stewart tenta sem qualquer sucesso demontrar como se faz “bem” uma cama.

Por estranho isto até tem tudo uma relação profunda, pois Sacha é formado em História e não por qualquer Universidade, mas exactamente pela vetusta e séria Cambridge. Afinal, os Monty Python também andaram por lá e por Oxford.

Os assuntos sérios seguirão depois desta interrupção e agora não digam que sou bipolar e caí no extremo oposto porque eu não sou dos que se arrepanha todo por causa do politicamente mais que incorrecto Borat.