Esta é para todos que defendem a mudança pela mudança, porque acham que a mudança é boa só porque muda. Eu nesse aspecto sou conservador, acho que só vale a pena mudar para melhor e que a mudança, por si só, não é um valor acrescentado. E já agora para os que pensam que reformando a Educação ficam desculpados de não reformar a Sociedade que a envolve. 

«Em teoria, o propósito da mudança educacional é, presumivelmente, ajudar as escolas a atingirem os seus objectivos de forma mais efectiva, substituindo algumas estruturas, programas e/ou práticas por outras melhores. (…)Mudar apenas por mudar não ajuda. Programas novos podem não fazer qualquer diferença, ajudar a melhorar a situação ou torná-la pior. A diferença entre mudança e progresso pode ser encarada mais claramente se perguntarmos: E se a maioria das mudanças educacionais introduzidas nas escolas, tornaram efectivamente as coisas piores, mesmo se sem intenção, do que se nada tivesse sido feito? Por detrás deste tema está também a questão da relação entre mudança educacional e social. Há certos limites para o que a educação pode fazer pelas hipóteses de vida dos indivíduos. A mudança educacional não é um substituto para a reforma social.» (Michael Fullan e Suzanne Stiegel Bauer, The New Meaning of Educational Change, 2ª edição, 1991,  p. 15)