Hoje caiu por estas bandas um comentário de Rodrigo Guedes de Carvalho, aparentemente menos agradado com um post já antigo e irónico sobre a forma como o Círculo de Leitores apresentava a sua obra mais recente. Note-se que nem era sobre a própria obra.

Atendendo a que na secção de Ficção Histórica pretendo ainda escrever o que penso sobre as aclamadas obras do Miguel Sousa Tavares e do José Rodrigues dos Santos, já começo a temer o pior, em especial porque este último estabeleceu conúbio com uma colega e antiga amiga minha.

Se calhar o melhor mesmo é não me meter a criticar os afamados, porque parece que as almas andam sensíveis e os egos muito à flor da pela.