O Verão Quente ainda não tinha arrefecido e lá íamos nós cantando e rindo para Escola.

No meu caso para o Ciclo Preparatório ser doutrinado por uma professora de Educação Visual que era do MRPP, sobre as vantagens da acção revolucionária.

E eu que mal sabia usar o raio de um compasso e que qualquer desenho à vista serviria para fazer o tradicional teste psicológico “e o que vê neste borrão”!

Paulo Guinote