Eu sei que pareço um bocado reaccionário com todas estas citações saídas dos anos 30, mas isto é resultado do trabalho actual. Prometo que daqui a 15 dias já estou a citar textos dos anos 50 e no fim do mês já terei chegado ao pós-25 de Abril. Mas por enquanto…

«Parece querer dizer-se, às vezes, que o individualismo fez o seu tempo; mas o que mesmo hoje se passa neste sector da instrução – exames – mostra que é muito difícil reagir contra os direitos adquiridos de certas instituições, como a tradicional INSTITUIÇÃO DA CUNHA (…).» (Felismina Oliveira, inspectora-orientadora e presidente do júrio de Exames de Estado do Porto in Escola Portuguesa, nº 57, 14 de Novembro de 1935, p. 48, maiúsculas da autora)

Qualquer parecença com os tempos actuais é mera coincidência, não é?

Paulo Guinote, estudioso de coisas estranhas e crente na imaculada concepção dos ovinhos da Páscoa pelo respectivo coelhinho.