Vai-te Catar


Passos acusa comentadores e jornalistas de serem “patéticos” e “preguiçosos”

O que é que o senhor PM quer… que sejamos todos duques daqueles que dão honoris causas aos salgados?

Que nos transformemos em consultores e assessores insurgentes com cursos de economia para zombies?

Que ignoremos as vezes quem que, por desconhecimento, incompetência ou manobra de psin, o actual PM fez lembrar tantas vezes o anterior na relação difícil com os factos ou na sua forma (quase sempre inábil, diga-se de passagem) de tentar manipular a realidade, pensando apenas no curto prazo, para adiar más notícias?

E é isso que deveria ser mudado no futuro.

“Ser professor era aquela profissão para onde se ia quando não se tinha mais nada, em alguns casos”, disse, para demonstrar o que quer mudar no futuro.

Mas que treta de conversa para quem se pretende rigoroso no que afirma. Isto é conversa de café de esquina das Avenidas Novas, para betos de outras eras que ainda se acham o supra-sumo do coiso.

Claro que isto só é dito em ambiente controlado e amigo, Confap style, vê lá se não te atrasas na transferência.

Percebe-se, pela linguagem corporal, que considera que a salsicha é grande.

Mas… por todos os santinhos do altar… quão parvo se pode ser?

É de espantar tamanha ingenuidade em quem chegou a PM no nosso país, para mais ao colo de um Relvas que, por sua vez, andou ao colo de tanta outra gente que, ao que parece, só agora se percebe que…

IMG_6435

Visão, 21 de Agosto de 2014

Isto não é ser sério, é ser hipócrita e querer fazer-nos passar por parvos.

Ser sério, como em tempos ouvi a alguém, é conhecer o que há de mal e não recear falar, pois isso é essencial para que o país mude a sério.

Porque a coerência fica para os outros e para a perdigotagem com muitos decibéis.

Marinho Pinto: Salário de eurodeputado é ‘vergonhoso’, mas ‘sou pobre, preciso do dinheiro’

Desde que, dependurado, viabilize uma qualquer solução governamental será devidamente acolhido no seio de todos aqueles que, como ele, denunciaram tudo e mais alguma coisa até lhes acenarem com um lugarzinho bom em Londres ou Paris.

… mas neste caso aceito.

Passos pede aos portugueses que condenem demagogia

A parte da “agenda populista e demagógica” é uma refrescante admissão de culpa em relação ao que o Pedro e o Paulo têm feito recentemente…

Quem dizia que ele não é capaz de admitir os seus próprios defeitos?

Página seguinte »

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 950 outros seguidores