Livros


IMG_4339

ACostaProcurando olhar as coisas como foram, sem hiperbolizações adjectivantes.

Ou seja, procura ser um livro de História e não de política a posteriori.

IMG_4331

Como na imagem, primeiro deve ser o do Damásio, para perceber como o nosso cérebro funciona e como somos conscientes dele e de tudo o que nos rodeia. O do Stossel é muito bom para acompanhar o caso de um cérebro em que os circuitos começam a baralhar-se muito cedo.

Ler para aprender é um prazer sempre renovado.

IMG_4314

Não anónimo. Infeliz q.b. com o que nos rodeia.

IMG_4297

Cartaz2

… mas um pouco incompreensível que obras deste calibre se encontrem meio ao desbarato por aí, fora do circuito das livrarias, porque andam a ocupar espaço nos armazéns das editoras.

IMG_3968

 

Em torno dos 40 anos do 25 de Abril – apesar do desagrado da generalidade dos nossos actuais governantes, que notoriamente prefeririam que a coisa passe despercebida – vão existir muitas iniciativas, das quais uma parte importante será apenas fancaria e comércio.

Mas este caso parece-me uma das boas excepções.

Para além de que escolheram um excelente dia para o lançamento…

unnamed

Lançado ontem… é obra de peso a todos os níveis como disse o João Esteves, um dos seus directores e a alma danada (a par da professdoa Zília Osório de Castro e das coordenadoras mais “executivas”) que conseguiu colar as partes de um projecto de anos, tudo por entre um horário de aulas de professorzeco, no que isso tem de profundamente digno.

Tenho por lá seis textos de âmbito temático (“advogadas”, “funcionalismo público feminino”, “operárias”, “prostituição”, “regentes escolares” e “telefonistas”), quase todos resultantes de investigações intermédias entre o mestrado e o doutoramento e já com uns anos. Outros poderiam ter sido feitos, mas o tempo (são textos reescritos quase todos ali a partir de 2007-08) e o espaço (o dicionário tem mais de 900 páginas e os meus textos são dos mais longos) não o permitiram.

IMG_3910

Como também disse o João, tem qualidades e defeitos. Que não se esqueçam as primeiras por parte de quem terá todo o direito de corrigir os segundos. Se possível, fazendo e não apenas enunciado.

39 obras de Hannah Arendt, Adorno, Benjamin e Habermas disponíveis para download [Revista Biografia]

Agradecendo à A.C. a referência:

99 sites para descarregar literatura!

Com um punhado de textos, lá pelo meio, que fiz há coisa de meia dúzia de anos…

Feminae

 

… que os muito digitais andam a regredir para neandertais. Papel é que é!

IMG_3797

Visão, 20 de Fevereiro de 2014

IMG_3782

EstePais

Sinceramente, gostava de ir ao lançamento deste livro, mas dou aulas até às 18.30,o que o torna impossível.

E gostaria de ir pois, para além de conhecer os autores mesmo se de forma algo superficial, discordo do que deduzo da tese central, a partir do que os autores têm declarado para efeitos promocionais. E porque gosto imenso de observar “liberais” em sã confraternização. É a minha faceta David Attenborough

A ideia central parece-me ser a de que os grisalhos de hoje são egoístas e ao quererem manter os seus direitos adquiridos estão a hipotecar as gerações futuras, os seus netos ou mesmo filhos.

Eu sei que é um livro de combate, propositadamente destinado a provocar polémica e por isso mesmo acho que a leitura é linear de forma propositada, pois parece ignorar que estes filhos e netos já foram criados e educados pelos pais e avôs, com recurso aos seus meios e que talvez a solidariedade devida seja mais lógica a partir dos que estão em idade mais activa e com capacidade para mudar as coisas e desenvolver o país, sendo – digo eu – ser seu dever tranquilizar os seus ascendentes acerca do seu direito a uma velhice protegida.

É uma falácia dizer que o peso das obrigações sociais sufoca a sociedade civil por causa dos impostos. Quem é sufocado é o trabalhador por conta de outrem. Basta comparar as taxas do fisco para os grandes negócios e os pequenos contribuintes.

O que os jovens deveriam exigir era uma elite política que respeitasse os mais velhos, aqueles que conquistaram liberdades que não existiriam sem a sua acção.

O que os jovens deveriam exigir era uma governação que não estimulasse activamente a emigração e combatesse o pântano dos interesses instalados (os das negociatas, não os dos aposentados com 1000 euros mensais) em vez de se ter rendido à hipótese de um emprego futuro, depois do exercício domesticado do poder.

O que os jovens deveriam saber era protestar e avançar as conquistas, não alinhar em estratégias de retrocesso social. Deveriam era combater as redes de tráfico de influência, nepotismo e apropriação dos meios do Estado por interesses particulares anti-solidários.

Porque a solidariedade intergeracional não se faz na base do sacrifício dos mais fracos e dependentes, mas sim na da construção de um futuro mais desenvolvido, com recurso a vercdadeiro empreendedorismo e inovação, os quais não dependem da relação preferencial com um secretário de estado ou chefe de gabinete.

Como não está prevista a edição em papel fica aqui o pdf: LIVRO_ServiçoPúblico.

O texto da minha comunicação corresponde à apresentação oral com os quadros que a acompanharam pois não escrevi nada de específico para a ocasião.

Entrou em pré-compra esta semana e nos locais do costume daqui a uns 15 dias. São cerca de 100 páginas escritas de forma rápida no final do Verão e muito pouco consensual em algumas partes, pelo que devo ser enviado para vários Infernos de uma só vez.

E como se pode ver, sou um sportinguista muito tolerante em matéria cromática.

Já agora… o pagamento é feito pelo trabalho… não recebo em função das vendas.

KLivro

Resumo do índice:

Indice

Tanto ouvi dizer (e li) que foi o melhor livro de 2013 em língua inglesa que lá me rendi… O começo não vai mal…

IMG_3379

Sendo que o Barnes é de 2011.

IMG_3375

Não é uma lista exaustiva, mas apenas apontamentos sobre as melhores surpresas ou confirmações do ano.

Ficção:IMG_2574

Não ficção:IMG_3297

Banda desenhada:IMG_3014

Página seguinte »

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 836 outros seguidores